A importância de ter fluxo de caixa na sua empresa

A importância de ter fluxo de caixa na sua empresa

O que é fluxo de caixa?

O fluxo de caixa é o controle dos recursos financeiros da empresa onde tudo que é comprado, vendido ou gasto é registrado.

De modo geral, o fluxo de caixa é igual ao saldo inicial mais ( ) as entradas menos (-) as saídas gerando um resultado ao final do período.

As entradas são os valores que a empresa dispõe no banco ou em caixa, recebidos através da venda de produtos ou serviços à vista, a prazo, cartões e em cheques.

Enquanto as saídas são valores referentes aos gastos e despesas, tais como: contas de água, luz, aluguel, pagamento de fornecedores, pagamento de salários e encargos de funcionários.

É ideal que ocorra controle diário do fluxo de caixa, pois ao registrar as entradas e saídas diariamente, obtém-se o saldo final – resultado da diferença entre o que foi pago e o que foi recebido no dia.

O fluxo de caixa é uma ferramenta que necessita de acompanhamento do gestor, esse deve analisar todas as contas a pagar e a receber dentro de um período para que não ocorram problemas de falta de disponibilidade de recursos.

Dicas de gestão de caixa

Um bom gestor financeiro deve atender aos seguintes requisitos:

  • Registrar diariamente as entradas e saídas;
  • Projetar o que a empresa terá de pagar e o que terá para receber no futuro;
  • Analisar o saldo diário assim como fazer previsões de saldo futuro;
  • Tomar decisões sobre os recursos e a necessidade de capital de giro quando ocorrer déficit de caixa;
  • Tomar decisões sobre aplicações ou investimentos quando ocorrer sobras de valores positivos em caixa.

As dívidas e os lucros na gestão do fluxo de caixa

Os problemas do fluxo de caixa podem ocorrer devido à má gestão do fluxo financeiro.

Muitas vezes uma empresa para crescer ou até mesmo continuar vendendo seus produtos, precisa contrair dívidas.

Mas é preciso saber escolher entre o financiamento e o empréstimo, analisando a opção mais vantajosa com taxas menores e prazos mais longos.

Quando uma empresa contrai uma dívida maior do que pode pagar – sem levar em consideração possível inadimplência de clientes ou baixa nas vendas – poderá não conseguir honrar nem com o pagamento da dívida nem com os gastos fixos que tem.

Por outro lado, se tratando dos lucros, a gestão do fluxo de caixa também pode incorrer em erros.

Por exemplo, quando chega o fim do mês a empresa tem saldo disponível na conta e acaba por distribuir o lucro para os sócios.

Porém, não é porque existe saldo em conta que o lucro existe.

É necessário apurar a situação do caixa após o pagamento de todos os custos, despesas, incluindo os tributos. Logo, o lucro será o valor excedente restante.

Havendo superávit, é importante investir ou aplicar esse valor para fazê-lo render e assim obter dinheiro extra.

A importância da gestão de caixa para o fluxo financeiro da empresa

Uma boa gestão de caixa é a que mantém a empresa operando, por isso é importante o controle dos recursos que entram e saem da empresa.

O fluxo de caixa determina um fator importante para as empresas: o capital de giro. Ele é necessário para que a empresa continue financiando suas atividades diárias.

Isso quer dizer que a empresa precisa ter dinheiro em caixa disponível todos os dias.

Nem sempre volume alto de vendas significa recebimentos. É comum ocorrerem vendas a prazo em grandes empresas – nesses casos os produtos saem, mas a empresa só recebe depois, e aos poucos.

Quando a gestão de caixa é bem feita, há possibilidade de saber quais os melhores momentos para agendar pagamentos de fornecedores ou fazer compras.

Essa previsão serve para favorecer o equilíbrio da empresa e planejar cenários futuros.

Através de uma boa gestão de caixa é possível avaliar o desempenho empresarial, a competitividade no mercado, além de estimular tomadas de decisão rápidas e bem embasadas.

Portanto, é indispensável manter o registro e o controle dos recursos financeiros a fim de evitar estouro de caixa e obter o máximo de benefícios nos seus negócios.

 

Continue lendo