Abrir um negócio do zero ou investir em uma franquia?

Abrir um negócio do zero ou investir em uma franquia?

Abrir um negócio do zero ou investir em uma franquia?

Na vida contemporânea, muita gente tem pensado na possibilidade de ter o próprio negócio, seja para largar tudo e fazer o que ama, ter mais liberdade, ganhar mais ou todas as opções anteriores. No entanto, de maneira imatura, muitos creem na falsa crença que ser um empreendedor significa ter férias em boa parte do ano e aproveitar a boaventura que o dinheiro proporciona.

O empreendedorismo cresceu exponencialmente no Brasil nos últimos anos e ainda tem um potencial de mercado imenso para ser explorado. Segundo dados do Instituto Data Popular, quase 40% dos brasileiros tem a intenção de empreender. Mas ao se deparar com esta oportunidade, o futuro empreendedor tem pela frente um grande dilema: abrir um negócio do zero ou investir no mercado de franquias?

Para os dois caminhos existem claras vantagens e desvantagens, que precisam ser levadas em consideração para sua tomada de decisão. É uma dúvida certamente legítima, da qual não há uma resposta pronta. O que pode ser o melhor para alguém, pode não ser o mais indicado para você. Depende de vários fatores, principalmente dos ligados as suas habilidades e competências, tanto pessoais como profissionais. Além disso, diagnosticar o perfil empreendedor é fundamental para a uma escolha mais assertiva, fazendo com as chances do empreendimento dar certo sejam muito maiores.

Por que abrir um negócio próprio?

Por exemplo, se você é uma pessoa com um alto nível criativo, que não gosta de seguir regras e padrões e quer ter a liberdade e controle total da operação, o mercado de franquias provavelmente não é uma boa alternativa. Isto porque, o franqueado mesmo sendo dono do seu próprio negócio, precisa seguir à risca as determinações da empresa franqueadora que é a detentora da marca, tem o know-how e experiência na operação.

Portanto, se o seu objetivo é ter completa autonomia sobre o seu negócio, colocando suas ideias em prática e realizando as modificações que julgar necessária, certamente abrir seu próprio negócio será uma alternativa mais aconselhável. Isto também é verdade para aqueles que tem ambição de crescer exponencialmente e ganhar escala, tendo em vista que o enriquecimento progressivo ao adquirir uma franquia é um pouco mais limitante.

Em contrapartida, abrir sua empresa do zero também é um processo bastante desafiador. O tempo de maturação de um novo negócio é muito maior do que um modelo previamente testado como as franquias. É muito importante fazer pesquisas de mercado detalhadas para entender o potencial de mercado, verificar se realmente existe viabilidade mercadológica e financeira para o negócio.

Exige-se do empreendedor mais disciplina, paciência e dedicação para conquistar o seu espaço, ter sua marca reconhecida e atingir a lucratividade esperada.

Vantagens das franquias

As franquias apresentam boas vantagens para aqueles que tem um perfil um pouco mais conservador, que buscam menores riscos e mais segurança. Neste negócio, você já recebe um modelo completamente definido, com todos os processos, ferramentas, metodologias, identidade visual e estratégias prontas para iniciar o seu trabalho. Outro fator importante são os investimentos mais baixos em divulgação da marca, pelo fato da empresa já ser reconhecida no mercado e ter seu próprio departamento de marketing.

Mesmo com a crise econômica enfrentada em nosso país nos últimos anos, o franchising não sentiu efeito negativo do mercado. Em 2016, o setor cresceu 9,2% com um faturamento de 31,3 bilhões apenas no primeiro trimestre, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Isto só mostra a segurança do setor, que demonstra um índice de mortalidade até 90% menor do que quem abre um negócio completamente novo.

Porém estes dados não significam a inexistência de risco que são inerentes ao início de qualquer nova empresa. Porém, este riscos são minimizados através da experiência e know-how da empresa franqueadora, que já testou e validou o negócio em sua região. Para que uma franquia dê certo e atinja os resultados esperados, é preciso seguir algumas diretrizes, como por exemplo:

  • Ter um bom relacionamento com a franqueadora, atuando com idoneidade e seguindo à risca as recomendações do funcionamento do negócio.
  • Participação em todos os treinamento e leitura de todos os manuais da franquia.
  • Identificação do franqueado com os propósitos e valores da marca.
  • O suporte e apoio ágil e qualificado para o franqueado. Consultorias de Campo periódicas são imprescindíveis
  • Capital de giro suficiente para sustentar os primeiros meses de maturação do negócio
  • Investimentos nacionais em marketing por parte da franqueadora para fortalecimento da marca

 Franquia de Consultoria Empresarial

A partir de todas estas informações, você decidiu que a franquia é a melhor opção para empreender? Se sua resposta for sim, gostaríamos de te contar uma novidade! A GGV Consultoria Empresarial lançou em 2017 seu projeto de franquias, para aqueles que tem experiência com gestão de negócios e gostariam se tornar Consultores e terem sua própria empresa de consultoria.

Se você quiser mais informações, acesse agora www.franquiaggv.com.br

Esperamos que esse artigo tenha sido valioso para você! Um abraço.



Autor: Leonardo Beling
Publicitário, especialista em Planejamento e Gestão de Negócio e Coach, é apaixonado por assuntos ligados a empreendedorismo, inteligência emocional e alta performance. Diretor de Markerting da GGV, semanalmente escreve para o blog GGV e grava vídeos de conteúdo para as redes sociais. Locutor e compositor nas horas vagas.

2 comentários

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

1
×
Olá Empreendedor, tudo bem?
Me conte sobre o seu negócio!