Como fazer uma avaliação de desempenho - GGV Consultoria

Você sabe como fazer uma avaliação de desempenho da sua empresa?

Você sabe como fazer avaliação de desempenho da sua empresa?

Alguns gestores têm um bom faro para problemas. Porém, embora consigam intuir gargalos e deficiências produtivas, eles não sabem exatamente onde está o obstáculo e por que ele acontece. Se você vive uma situação como essa, está na hora de adotar uma avaliação de desempenho.

E se não sabe muito bem como ela funciona, este post será ainda mais útil para você. Nele, apresentaremos esse conceito tão importante para motivar e envolver seus colaboradores em um mesmo objetivo: o bem maior da sua empresa! Confira:

O que é avaliação de desempenho

Os problemas mais difíceis de diagnosticar são os que têm causas humanas. Como você mede a performance de cada um dos seus colaboradores e, principalmente, o nível de envolvimento deles?

É essa pergunta que a avaliação de desempenho busca responder.

Para avaliar sua equipe, primeiro você precisa estabelecer critérios objetivos. A partir daí, há vários caminhos: alguns gestores gostam de avaliar eles mesmos o time, outros preferem que eles também se autoavaliem.

Há, até mesmo, métodos de avaliação em que todos analisam o trabalho de todos. Quanto mais detalhada a análise, mais difícil de ser feita, mas também melhores são os resultados.

Qual a sua importância para a empresa

Por meio da avaliação de desempenho, você detecta facilmente os problemas que têm causas humanas.

Todos podemos melhorar como pessoas e profissionais. Essa avaliação ajuda a combater situações como desmotivação, baixo desempenho, atrasos, dificuldade em cumprir prazos e até questões delicadas, como problemas pessoais entre colaboradores.

Nada deixa um profissional mais motivado do que saber que a opinião dele é ouvida e usada para melhorar o ambiente de trabalho. Por isso, pode ser interessante adotar um método que use o feedback dele com relação à empresa.

E o principal: conhecendo os colaboradores, analisando sua conduta e sabendo o que eles pensam da empresa, você levanta dados preciosos para tomar decisões.

Por exemplo: se falta alinhamento entre o que você, gestor, pensa e o que os funcionários tentam colocar em prática, pode ser que a comunicação interna seja o problema, que esteja na hora de mudar sua política de contratações… ou, pura e simplesmente, que você, como líder, pode melhorar em alguns aspectos. Afinal, a avaliação de desempenho serve para todos, não é mesmo?

Como fazer uma avaliação de desempenho

Você pode ter pensando algumas vezes enquanto lia este texto: “mas como vou arranjar tempo para fazer isso tudo?”. Há algumas formas fáceis de começar:

Tenha critérios e um método de análise

Criando critérios e dividindo-os com o time, você pode analisar cada um deles. Essa é a forma mais simples de avaliação de desempenho, mas como ela é unilateral, sua responsabilidade é grande.

O ideal seria incluir a autoavaliação e o que os especialistas chamam de avaliação de 360 graus. Nesse método, todos avaliam todos: os colaboradores te avaliam, você os avalia, eles se autoavaliam e avaliam os colegas. Essa é, de longe, a forma mais indicada.

Contrate uma consultoria

É claro que há pequenas ações isoladas que você pode implementar para melhorar alguns dos seus problemas. Mas para estabelecer uma cultura organizacional forte e que seja compreendida por cada colaborador, o ideal é contratar um serviço de consultoria para a avaliação de desempenho.

O principal motivo para isso é que ela é muito, mas muito mais eficiente se for baseada em algo que toda boa empresa de consultoria deve seguir: pesquisas de mercado.

Pense bem: se você é dono de uma empresa de pequeno porte, por exemplo, há soluções que funcionam para grandes corporações, mas que não se aplicam ao seu negócio. Uma consultoria profissional levará isso muito a sério no momento de te apresentar essas soluções.

Introduza a avaliação de desempenho no dia a dia da empresa e veja o envolvimento, a performance e a motivação dos seus funcionários aumentarem imediatamente! Esses são critérios indispensáveis para criar uma cultura organizacional. Esta, por sua vez, é uma das características das empresas que se destacam.

Agora que você sabe a importância de avaliar e de ser avaliado no dia a dia de uma empresa, que tal deixar um comentário aqui embaixo, dizendo quais são os critérios mais importantes pra você? Sua opinião pode ajudar outros gestores!



Autor: Gustavo Resende
Mercadólogo, especialista em finanças e Diretor de projetos da GGV com skills orientadas a gestão de negócios, finanças e relacionamento empresarial.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

1
×
Olá Empreendedor, tudo bem?
Me conte sobre o seu negócio!