Benchmarking: a importância de conhecer e estudar seu concorrente!

Benchmarking: a importância de conhecer e estudar seu concorrente!

Benchmarking: a importância de conhecer e estudar seu concorrente!

Dentro de uma época tão competitiva quanto nos dias de hoje, conhecer e estudar seu concorrente é uma atitude fundamental para qualquer empresa que anseie pelo sucesso. Por isso, empresários e gestores estão sempre em busca de novas formas de se diferenciar e é exatamente isso que o benchmarking possibilita.

Esse é um conceito que vem ganhando espaço e chamando a atenção do universo corporativo. Ainda pouco compreendido no Brasil, ele pode ser substancial para que uma organização verifique o quão eficiente ela é em seus processos.  Quer entender melhor o que é benchmarking e descobrir como aplicá-lo em seu negócio? Então confira o post de hoje:

Afinal, o que é benchmarking?

O benchmarking é um processo de investigação que as empresas adotam para analisar, de forma sistemática, se suas ações estão sendo competitivas e eficientes em relação às outras organizações que atuam no mesmo segmento do mercado. O intuito principal não é copiar, mas sim, aprender e se aperfeiçoar com o que está dando certo.

A estratégia precisa ser ininterrupta, tentando sempre comparar as práticas corporativas. O ideal é focar nos empreendimentos que estão obtendo êxito ou nos líderes do mercado, captando informações valiosas e tendências úteis para o desenvolvimento da corporação como um todo.

Quais são as vantagens do benchmarking?

O benchmarking pode apresentar diversas vantagens interessantes para quem inclui a prática na sua empresa. Além de sincronizar os processos do negócio às melhores práticas do setor, ela acaba incutindo uma cultura de “aprimoramento contínuo” dentro da organização. Dessa forma, a evolução do empreendimento é muito mais fácil de ser obtida.

Por profissionalizar os processos e acabar com o amadorismo, o benchmarking também atenua consideravelmente o número de erros, pois as falhas serão minimizadas quando as ações e metodologias forem comparadas com as dos líderes do segmento. E, diminuindo os erros, obviamente, minimizam-se os custos e os prejuízos.

Como adotar uma estratégia de benchmarking?

Aplicar o benchmarking no seu negócio dependerá de um processo contínuo e que levará algum tempo. Porém, uma vez instituída, essa metodologia trará frutos valiosos para a gestão da empresa como um todo. O ideal é dar os primeiros passos internamente, tomando como base a própria organização e vendo o que pode ser aprimorado.

Depois, é hora de focar na visão do meio externo, adotando como ponto de referência os líderes do seu setor e implantando as melhores práticas que você pode observar em todos os departamentos, equipes e unidades. Determine formas de mensurar, colete os dados, analise-os e então crie planos de melhoria e monitoramento dos novos procedimentos.

Vale lembrar que o benchmarking, como qualquer nova tática, envolverá custos extras. Por essa razão, é fundamental ter consciência de que você pode ter alguns gastos com visitas técnicas aos concorrentes, perda de tempo de trabalho de alguns funcionários para análise e observação, despesas com o desenvolvimento e a manutenção de um banco de dados e, claro, com a criação de novos planos para implantar as ideias e conceitos aprendidos.

Também é indispensável ter um ótimo relacionamento com outras organizações do seu segmento, afinal, afinidade e cooperação serão a porta de entrada para que seu pessoal possa ter acesso a todas as informações de funcionamento e desempenho dos seus concorrentes e dos líderes de mercado.

E você, já conhecia o benchmarking? Entendeu a importância de conhecer e estudar seu concorrente? Conte para nós nos comentários!



Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

1
×
Olá Empreendedor, tudo bem?
Me conte sobre o seu negócio!