Home office é uma boa opção para sua empresa?

Home office é uma boa opção para sua empresa?

Home office é uma boa opção para sua empresa?

Quando se pensa em trabalho do futuro, home office é um tema que sempre se destaca. E não é para menos! Com a chegada da era da informação e da hiperconectividade, é cada dia maior o número de pessoas e empresas que têm adotado essa prática em suas rotinas.

Entretanto, apesar de ser extremamente vantajoso em diversos casos, o home office não é adequado para todo e qualquer modelo de empresa. Então, como saber se essa é uma boa opção para a sua? Justamente para responder à essa pergunta, elaboramos o post de hoje. Continue a leitura e confira!

O lado bom do home office

Permitir que colaboradores trabalhem de suas casas alguns dias por semana, ou até mesmo full time, traz muitos benefícios para a empresa. Obviamente, o primeiro deles está relacionado à diminuição de custos com transporte, alimentação e energia elétrica. Além disso, a adoção da prática reduz a necessidade de espaço físico e infraestrutura na empresa.

Com a redução das despesas, é possível, então, oferecer preços mais competitivos no mercado, o que acaba atraindo e fidelizando uma maior quantidade de clientes. Outra estratégia bastante benéfica nesse sentido é redirecionar essa “sobra” para questões relevantes para a empresa, como o desenvolvimento de novos produtos e serviços ou a elaboração de campanhas de marketing, por exemplo.

As desvantagens da prática

Porém, como tudo na vida, nem tudo são flores no cenário do home office. Algumas empresas registram queda de produtividade dos colaboradores que passam a adotar a prática de trabalhar de maneira remota. Do mesmo modo, pode haver uma maior dificuldade de entendimento de uma tarefa ou demanda solicitada por telefone ou via e-mail do que quando isso é feito de maneira presencial.

Ademais, a diminuição do tempo de convivência entre os colaboradores pode resultar em equipes menos engajadas e eficientes. O resultado? Possivelmente uma queda brusca na velocidade de tomada de decisões e no alcance de objetivos e metas.

É uma boa opção para a minha empresa?

Como você deve ter percebido, a adoção da prática de home office tem vantagens e desvantagens. Cada caso é um caso, por isso, cada empresa deve analisar de maneira aprofundada todas as questões envolvidas nesse processo, para saber se ele é viável para a companhia ou não.

Uma boa estratégia pode ser a elaboração de um projeto piloto, permitindo que alguns poucos colaboradores exerçam suas atividades profissionais de maneira remota uma ou duas vezes por semana. Ao longo do tempo, será possível perceber o impacto dessa ação na rotina da empresa e do próprio colaborador. Se o sistema de trabalho mostrar-se benéfico para ambos, o programa pode ser então, ampliado.

Outra questão superimportante a ser mensurada e pensada diz respeito ao nível de confiança que os gestores e líderes têm em suas equipes. É necessário que a chefia esteja totalmente segura de que quem está em casa esforça-se tanto quanto quem está no escritório. Afinal, se você não tem certeza de que seu colaborador está suficientemente comprometido para trabalhar em casa, tirá-lo de sua vista não o deixará tranquilo, não é mesmo?

Por fim, a análise do custo-benefício desse tipo de ação deve ser levada em consideração. Quanto a empresa terá que investir em suporte para o colaborador home office? Quanto irá economizar por mês? A implantação do sistema valerá a pena em termos financeiros?

Ao ter todas essas questões respondidas e solucionadas, você será capaz de descobrir se o home office é uma boa opção para a sua empresa e poderá traçar estratégias certeiras para adotá-lo!

Agora é a sua vez! Sua empresa adota a prática do home office? Em quais casos? Compartilhe sua experiência, opiniões e dúvidas nos comentários e enriqueça a discussão sobre o assunto!



Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

1
×
Olá Empreendedor, tudo bem?
Me conte sobre o seu negócio!