Por que autoconhecimento é fundamental para todo empreendedor?

Por que autoconhecimento é fundamental para todo empreendedor?

Você já analisou o que empreendedores de sucesso tem em comum? Eles traçam seus objetivos de forma muito bem definida, possuem conhecimento do seu propósito, e têm visão de onde querem chegar. Adquirir este nível de consciência, significa desenvolver autoconhecimento. Um empreendedor realizado pessoalmente e profissionalmente, sabe os porquês daquilo que faz, e que ultrapassam os interesses financeiros.

Por um momento, você já pode ter pensando, que este tema é importante, apenas para psicólogos, coaches, terapeutas, e a competência de autoconhecimento é uma necessidade distante do âmbito empresarial.

Porém, esta mentalidade é uma grande armadilha. Quando desenvolvemos a capacidade de conhecer quem nós somos, por que possuímos determinados comportamentos e quais são nossos pontos fortes e fracos, alcançamos o ápice da maturidade humana.

E ao atingir este ponto, estamos preparados, para sentir um confiança inabalável e desenvolver um trabalho acima da média, o que gera credibilidade para o mercado. É por esta razão, que a competência do autoconhecimento é tão fundamental para todo empreendedor.

Desde nosso nascimento, por meio das relações interpessoais vamos adquirindo conhecimento sobre nós mesmos. Sabe como isso acontece? Quando você era criança, provavelmente alguém deve ter falado – “João, você está muito ansioso” “Maria, você é sempre está alegre”.

Ou seja, alguém nomeou seus comportamentos que anteriormente você não saberia o que significavam. A partir desse tipo de descrição vamos nos conhecendo ao longo da vida.

O grande problema, é que em determinados momentos alguém te rotulou de uma forma inadequada, e você aprendeu a encarar esta nomeação como uma verdade, e moldou seus comportamentos em torno dela.

Empreendedores de sucesso têm inteligência emocional, para investir com profundidade em conhecer a si mesmo, e desta forma, quebram possível crenças limitantes, se tornando pessoas com alta capacidade de realização.

Desta forma, quando temos autoconhecimento é muito mais fácil saber como nos comportar diante de adversidades do dia a dia, pois conseguimos prever quais tipos de ações e reações teremos diante de alguns acontecimentos.

Quando você tem consciência, como empresário, do seu propósito dentro de sua empresa, dos seus objetivos profissionais será muito mais fácil perceber o que te gera desconforto e/ou te motiva.

Até aqui você já deve ter percebido que não nascemos com a consciência de quem somos, mas que isso é construído proporcionalmente com o nosso desenvolvimento.

Quer dar o primeiro passo? Acesse o link abaixo e faça o teste de perfil comportamental, e conheça mais sobre você!

Além disso, iniciamos o nosso autoconhecimento a partir da visão de outras pessoas sobre nós. E que após termos conhecimento, consequentemente teremos mais assertividade em relação a nossas aptidões ou fraquezas. Mas então como você pode ter mais autoconsciência?

Como disse anteriormente, desde pequenos dão nome aos nossos comportamentos. Mas, na vida adulta nos deparamos com outras situações que acabamos não sabendo quem somos, o que queremos ou até mesmo o que sentimos. Então, como desenvolver o autoconhecimento no meio empresarial? Segue abaixo algumas dicas:

 1. Feedback

Ao receber um feedback positivo ou construtivo, você terá uma visão externa do seu comportamento. Provavelmente, alguns pontos que talvez você nunca tenha percebido, e isso irá te gerar maior consciência sobre si. Solicitar feedback para as pessoas que convivem com você no trabalho, pode te ajudar a se conhecer melhor.

2. Auxílio profissional

Você sabia que pode buscar um atendimento profissional seja com um psicólogo ou coach pode te auxiliar a se conhecer melhor? Porém, diferentemente do que pessoas ao seu redor falam sobre você, esses profissionais poderão por meio de questionamentos te ajudar a descobrir quem você é. Conforme o que B.F Skinner, teórico da Psicologia, afirma:

O autoconhecimento tem um valor especial para o próprio indivíduo. Uma pessoa que se ‘tornou consciente de si mesma’, por meio de perguntas que lhe foram feitas, está em melhor posição de prever e controlar seu próprio comportamento.

3. Busca de aperfeiçoamento

A busca de aperfeiçoamento profissional, seja por meio de cursos, congressos, vídeos, podcasts e leitura permite com que você se conecte com assuntos do teu interesse. Ou seja, se você se interessa por determinados temas, é porque eles dizem respeito ao que acredita, às habilidades e competências que possui ou que precisa desenvolver.

Com isso, quando algo te despertar o interesse, você conhecerá mais sobre si e estará ciente para correr atrás do tipo de conhecimento adequado.

4. Observe suas escolhas

Suas escolhas dizem muito sobre você. Faça um momento de reflexão analisando-as, e a partir disso perceba as motivações que estão por trás delas. Quando somos autoconscientes sabemos identificar com facilidade o que nos gera agrado ou desagrado, por exemplo.

Você vai ver que diante de novas situações, a tomada de decisão será mais assertiva, pois você terá um nível consciência maior sobre o que está prestes a optar e fará uma análise mais rápida.

Conclusão

Se autoconhecer é uma construção, que iniciamos desde o dia que nascemos, ou seja, é um processo de evolução constante. Se submeter a essa busca é essencial para intensificar seu potencial de desenvolvimento.

Tem uma frase que ilustra bastante o conteúdo elaborado neste artigo, do psicólogo Carl Jung: “Quem olha para fora sonha, quem olha para dentro desperta”.

Se você quer desbravar todo seu potencial para conquistar os seus sonhos e ser um empresário bem-sucedido, invista tempo, energia, esforço e dinheiro no seu autoconhecimento.

Ele será seu principal aliado para você liderar a si mesmo, e depois liderar pessoal, liderar o seu time, em prol de um objetivo maior.

Se você gostou deste artigo, compartilhe com outros empreendedores e com sua equipe. Tenho certeza que vai fazer a diferença na vida profissional deles, assim como fez na sua.

Grande abraço!



Autor: Ellen Moura
Psicóloga, especialista em Gestão de Recursos Humanos,  interessadíssima em assuntos relacionados ao desenvolvimento do comportamento humano.  Ama o que faz, porque está envolvida o tempo todo com pessoas, e principalmente preocupada em desenvolvê-las, pois é nisso que acredita.  Responsável pelo setor de Gestão de Pessoas da GGV, e que nas horas de inspiração gosta de escrever para compartilhar o conhecimento que possui.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.